Política

Quanto cada candidato a prefeito arrecadou e quanto gastou até agora

Saiba também quem são os doadores de campanha e no que o dinheiro foi aplicado

Saiba também quem são os doadores de campanha e no que o dinheiro foi aplicado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibiliza em seu site, para consulta pública, informações de todos os candidatos a prefeito, vice e vereador. Cada um tem sua própria página dentro do sistema DivulgaCandContas, que fornece dados biográficos, fiscais e jurídicos.

É possível, por exemplo, saber quanto cada candidato arrecadou e gastou até o momento, bem como quem são os doadores e os fornecedores de campanha.

Em Taquari, de acordo com a última atualização, feita na sexta-feira, 6, os postulantes ao Poder Executivo, juntos, já receberam R$ 104.364 e desembolsaram R$ 72.545,50. O limite de despesas é de R$ 319.723,52 para cada um.

Os números de André Brito

Atual vice-prefeito, André Brito (PDT) é o que mais arrecadou (R$ 68.050) e o que mais gastou (R$ 54.592) até agora na disputa pela prefeitura.

Entre os doadores estão nomes conhecidos, como Adair Souza (R$ 10.000), secretário da Fazenda; Maneco Hassen (R$ 8.000), prefeito; Edson Silva (R$ 3.000), médico e ex-secretário da Saúde; Tiago Porto (R$ 2.550), advogado, que chegou a ser cotado para vice de André, e Vieira da Cunha (R$ 1.000), ex-deputado federal.

Completam a lista Cláudio Luís Horst (R$ 3.500), Kátia Regina Kern de Jesus (R$ 2.500), Amazil Leda Costa da Silva (R$ 2.000), Laci de Jesus Fazenda (R$ 2.000), Pedro da Silva Oliveira (R$ 2.000), Karoline Santos da Cruz (R$ 1.000), Milton Carlos Lopes Martins (R$ 1.000), Walter Raul Gerhardt (R$ 1.000) e Josiele Bastos Oliveira Parker (R$ 500).

Em recursos próprios, André Brito já destinou R$ 5.000 à campanha, e seu vice, Ramon de Jesus (PT), R$ 3.000. A direção nacional do PDT encaminhou R$ 20.000.

Dos R$ 68.050 arrecadados, R$ 28.278 foram aplicados em publicidade por materiais impressos, R$ 8.300 em serviços contábeis, R$ 5.127,50 em serviços prestados por terceiros, R$ 5.000 em produção de jingles, vinhetas e slogans, R$ 3.500 em serviços próprios prestados por terceiros, R$ 2.200 em publicidade por adesivos e R$ 2.000 em locação de bens imóveis.

Os números de João Batista

O ex-vereador João Batista (PSDB), que depois da experiência na Câmara agora mira a prefeitura, já recebeu R$ 36.314 e desembolsou R$ 17.953,50.

Até aqui, a maior doação feita para a campanha foi do ex-vice-prefeito Paulo de Tarso (R$ 11.200), pai do candidato. Pastora Mara, que concorre a vice, destinou R$ 8.000, e João Batista, R$ 2.700. A direção estadual do PSDB repassou R$ 6.000.

Na relação de doadores também figuram Rômulo da Silva Martins (R$ 2.000), Allan de Castro Rosa (R$ 1.500), Rodrigo Pereira de Vargas (R$ 1.250), Everton Pacheco Pissaia (R$ 1.100), Nilton Flores da Silva Neto (R$ 1.064) e Walter Raul Gerhardt (R$ 1.000).

Dos R$ 36.314 recebidos, R$ 5.870 foram utilizados para publicidade por materiais impressos, R$ 3.760 para despesas com pessoal, R$ 3.500 para locação de veículos, R$ 3.418 para publicidade por adesivos e R$ 1.350 para publicidade por jornais e revistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: