Saúde

Médico que teria se recusado a atender paciente é afastado do hospital São José

Prefeitura divulgou nota oficial nesta manhã

Prefeitura divulgou nota oficial nesta manhã

Idoso está acamado há três anos
Foto: Reprodução/Facebook

Um caso tornado público ontem, 14, em postagem no Facebook, resultou no afastamento de um médico que teria se recusado a atender paciente internado no hospital São José.

Através da rede social, Mary Matias relatou que seu pai, acamado há três anos, precisou ser hospitalizado na segunda-feira, 13, dando entrada na casa de saúde por volta das 18h. Cerca de duas horas depois, foi submetido a exames, cujos resultados seriam apresentados dentro de 40 minutos.

“E realmente os resultados ficaram prontos, mas aí entrou um caso de emergência no hospital, que fez a equipe inteira ficar somente tratando esse caso. Pediram para minha irmã e meu pai aguardarem porque, logo depois, o médico iria lá falar sobre os resultados dos exames. Afinal, minha irmã estava esperando os resultados para a gente saber se podia mandar os remédios que o pai toma em casa”, escreveu Mary.

No entanto, segundo o relato, eram quase 2h, e eles seguiam aguardando a chegada do médico com os resultados. “Minha irmã viu que o médico e as enfermeiras estavam conversando e rindo. O médico estava dando parabéns para elas pelo atendimento da emergência. Uma até chegou a falar que elas mereciam algo para tomar. Estavam conversando e rindo entre eles. E, como minha irmã queria vir para casa tomar banho, para que hoje [terça-feira] de manhã ela conseguisse ir trabalhar e também para que nós pudéssemos levar os remédios do pai, ela foi até o posto de enfermagem e perguntou se iriam demorar para dar os resultados por conta dos remédios que o pai já deveria ter tomado.”

Foi então que, de acordo com ela, o médico olhou para sua irmã, perguntou se ela não tinha percebido que eles estavam em emergência e disse que depois iria até o quarto do pai dela. “Quando minha irmã disse que mandaria por WhatsApp para o Maneco, eles falaram ‘pode mandar’! Aí minha irmã voltou para o quarto e ficou aguardando. Quando ele chegou, perguntou ao pai o que tinha. Minha irmã se levantou para explicar a situação, quando o doutor gritou com ela e mandou ela sentar, porque ele estava falando com o pai, e não com ela.”

Conforme Mary Marias, embora sua irmã tenha insistido, o médico não permitiu em nenhum momento que ela falasse. “Aí ela tirou uma foto dele e disse que mandaria para o prefeito reclamando do que estava acontecendo. Então, ele disse que por causa disso não iria atender meu pai. Simplesmente virou as costas e deixou meu pai sem atendimento e sem os resultados dos exames. Minha irmã disse que registraria um BO. E ele, não satisfeito com o que já tinha humilhado, chamou a polícia e fez um BO contra ela.”

Mary finalizou a postagem pedindo providências ao prefeito Maneco Hassen. Na manhã desta quarta-feira, 15, a administração municipal divulgou a nota que segue.

Diante da denúncia de mau atendimento por parte de um médico plantonista do hospital São José, ocorrido na madrugada da última segunda-feira, dia 13, a Associação Taquariense de Saúde (ATS), gestora do hospital, em acordo com a prefeitura, comunica que:

– decidiu AFASTAR sumariamente o profissional envolvido até que o caso seja devidamente apurado, já que a postura relatada na denúncia em nada se amolda ao atendimento de excelência exigido pela municipalidade em relação aos cidadãos que buscam o serviço;

– com todos os investimentos realizados nos últimos meses, como a implantação de 10 leitos de UTI, a aquisição de um tomógrafo, a modernização de alguns quartos e a reforma do bloco cirúrgico, é inadmissível que a população não receba a devida atenção no plantão médico ou em qualquer um dos setores do hospital;

– conforme a família, o paciente encontra-se medicado e passa bem, sendo devidamente assistido pela atenção primária de saúde;

– continuaremos firmes e vigilantes para que, em conjunto com a ATS, possamos melhorar cada vez mais a prestação de serviços à população de Taquari e transformar o hospital São José em referência em saúde para todo o vale.

3 comentários

  1. Este médico tem que ser processado por omissão de socorro dentro do hospital e ter seu CRM CASSADO, além de ainda fazer jus a um bom corretivo.

    Curtir

    1. Se todos os hospitais fizesse isto ia ser muito bom, eu Acho que as pessoas são ser humanos não animais e mesmo assim os animais são tudo de bom, amo muito.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: