Famurs defende realização das eleições municipais em 2022

Entidade propõe que mandatos sejam estendidos

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) realizou na tarde de ontem, 26, uma videoconferência com presidentes e representantes das 27 associações regionais de municípios, a fim de debater as eleições deste ano.

Na reunião, da qual participou o prefeito de Taquari, Maneco Hassen, que assumirá o comando da entidade em 8 de julho, chegou-se à conclusão de que é inviável a realização do pleito não só em outubro, mas também em dezembro. Os prefeitos defendem como melhor solução, diante da crise atual, a prorrogação dos mandatos e a unificação das eleições em 2022.

“Com a pandemia, fica inviável termos eleitores votando nas urnas, não há como fazer qualquer encontro partidário ou campanha nas ruas e ainda fica prejudicada a prestação de contas por parte dos gestores, em uma possível eleição adiada para dezembro. Por isso, defendemos que não haja eleições em 2020”, afirma o atual presidente da Famurs, Dudu Freire, prefeito de Palmeira das Missões.

Nos próximos dias, a federação vai mobilizar as 27 associações regionais na elaboração de documento com manifestação contrária à realização das eleições em 2020 para os deputados federais gaúchos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.