Justiça acolhe recurso do Ministério Público e determina fechamento da Minuano

Empresa vinha operando com 50% de seu quadro de funcionários

O desembargador Luiz Felipe Silveira Difini, da 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS), acolheu o recurso do Ministério Público (MP) e determinou a suspensão das atividades da Companhia Minuano de Alimentos, em Lajeado. 

Publicado no fim da tarde de ontem, 13, o documento exige o fechamento da empresa em 48h a partir da intimação. Em caso de descumprimento, a multa diária será de R$ 1 milhão.

A Minuano vinha operando com 50% de seu quadro de funcionários. Agora, assim como a BRF, cujas atividades estão suspensas desde a última sexta-feira, 8, terá de permanecer fechada por pelo menos 15 dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.