Biblioteca do Pereira Coruja ficará fechada por mais um ano

Escola solicitou bibliotecário ao estado, que negou

Em 2019, espaço foi reformado | Foto: Anna Precht

Às vésperas de iniciar mais um ano letivo, a maior escola de Taquari informou que sua biblioteca permanecerá fechada em 2020. A exemplo do que ocorreu em 2019, o estado negou solicitação de auxiliar de biblioteca ou bibliotecário, alegando não ter recursos humanos disponíveis para o setor.

Nos três turnos, mais de 1.100 alunos, da educação infantil à profissional, serão privados mais uma vez do uso do espaço, que passou por reforma na abertura do ano letivo de 2019, envolvendo pintura, iluminação e instalação de computadores.

Entretanto, mesmo reformada, a biblioteca praticamente não foi frequentada, já que, nesse período, pessoas que tinham carga-horária no local perderam, inviabilizando a abertura.

O diretor em exercício do Pereira Coruja, André Vanderlei da Silva, lamenta a decisão do governo estadual. “Temos uma biblioteca, rica e bem equipada pela ação da comunidade escolar, fechada há mais de ano por economia do governo do estado”. 

Conforme a vice-diretora, Fernanda Pinto Kern, a necessidade de pessoal se justifica porque é preciso mediação na relação aluno-uso da biblioteca, controlando a retirada de livros através dos registros e cuidando de todo o material. 

Para ela, a decisão do governo é incoerente. “Isso é um descaso com a educação. No novo currículo, há uma disciplina das séries iniciais do ensino fundamental chamada Produções Interativas. Nela, o professor deve incentivar a leitura, promover interpretação e produção textuais. Mas sem acesso à biblioteca?”

Fernanda frisa que essa é uma realidade de todas as escolas estaduais e acredita que, se a comunidade se mobilizar, uma mudança pode acontecer. “Entre em contato com a Coordenadoria Regional de Educação (CRE), a Secretaria Estadual de Educação, para questionar, cobrar. Usando a força do diálogo. Quem sabe com o embate eles possam repensar a decisão.” 

Responsável pelo RH do Pereira Coruja, Ângela Brandão garante que o pedido de auxiliar de biblioteca ou bibliotecário não será cancelado, conforme solicitou a Seduc, e deverá ser enviado mais vezes ao longo do ano. “Não vamos desistir”, assegura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.