O que as eleições de 2008 e 2012 dizem sobre uma aliança entre PT, PDT e PSDB

PEDRO HARRY
pedroharry.rs@gmail.com

Alguém aí se atreve a garantir que não há nenhuma possibilidade de PT, PDT e PSDB se juntarem na eleição deste ano em Taquari? Quem conhece minimamente o terreno em que está a pisar não se arrisca a tanto.

Posto que o PSDB assegure que terá candidato a prefeito e que não cogita se coligar nem com o PT nem com o PDT, é sempre oportuno lembrar o velho ensinamento segundo o qual, em política, nada é definitivo.

Hoje no poder, PT e PDT são prova disso. Em 2008, ocupavam palanques opostos na eleição em que Ivo derrotou Maneco — eleição que, de tão inflamada, quase terminou em tragédia. Quatro anos depois (quem ousaria imaginar?), os inimigos se faziam aliados.

Muitos acreditam que, pelo antagonismo que se estabeleceu ao longo dos tempos entre as siglas, não há como PT e PSDB lutarem na mesma trincheira. Esquecem ou desconhecem que, na última eleição, os dois partidos estiveram do mesmo lado em nada menos que 20 municípios.

Porque em política, afinal, nada é definitivo.

Um comentário sobre “O que as eleições de 2008 e 2012 dizem sobre uma aliança entre PT, PDT e PSDB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.