Um artigo oportuno sobre a desoladora situação do museu e de seu acervo

Até quando o poder público assistirá inerte à deterioração de nossa própria história?

PEDRO HARRY DIAS FLORES
pedroharry.rs@gmail.com

Intitulado “Bom senso, sr. prefeito!”, artigo publicado na última edição de “O Taquaryense” reflete, da primeira à última linha, o que penso sobre a situação afligente da Casa Costa e Silva.

Ei-lo:

Em setembro, o incêndio que consumiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro completou um ano. Uma tragédia mais do que anunciada, resultante do descaso que bem ilustra como são tratadas, neste desalumiado país, a história e a cultura.

Taquari não foge a essa triste realidade. Abandonado, o museu do município degrada-se aos olhos complacentes do poder público. Ocorre que ali nasceu Arthur da Costa e Silva, e o prefeito, por essa razão, já teria descartado investir em melhorias no local, fechado desde 2018 por questões de segurança.

Assim, o chefe do Executivo dá margem à interpretação de que, para ele, nada mudará se o telhado da centenária casa, por exemplo, vier abaixo. Dane-se o acervo! Dane-se o prédio histórico! Dane-se o passado de Taquari! Ali, afinal, nasceu Arthur da Costa e Silva.

Quando deixar o cargo, o prefeito certamente gostará de ser lembrado como um gestor responsável por importantes obras e conquistas, e não como um revanchista rançoso. Aquele que ordenou a derrubada do busto de Costa e Silva (com a qual buscou, antes de tudo, virar notícia no país, como parece óbvio) e entregou o museu às traças. Que trate, pois, de usar o bom senso!

Felicíssimo o texto do articulista João do Paço! Não é concebível que, por revanchismo rançoso, o prédio e o acervo (sobretudo este) continuem a se deteriorar, principalmente em decorrência das infiltrações. É a deterioração de nossa própria história! Se o prefeito não deseja investir na casa onde nasceu Costa e Silva, que ao menos tenha a sensatez de mandar remover dali os objetos e os documentos históricos, cuja proteção hoje está a cargo de lonas plásticas.

Vale lembrar que o município se comprometeu, em acordo celebrado com o Ministério Público em 2016 e homologado no ano passado, a reformar a Casa Costa e Silva. A informação foi trazida por “O Taquaryense” em reportagem recente, por meio da qual também se ficou sabendo que, até agora, os termos acordados não foram cumpridos pela administração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.