Um artigo oportuno sobre a desoladora situação do museu e de seu acervo

Até quando o poder público assistirá inerte à deterioração de nossa própria história?

PEDRO HARRY
pedroharry.rs@gmail.com

Intitulado “Bom senso, sr. prefeito!”, artigo publicado na última edição de “O Taquaryense” reflete, da primeira à última linha, o que penso sobre a situação afligente da Casa Costa e Silva.

Ei-lo:

Em setembro, o incêndio que consumiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro completou um ano. Uma tragédia mais do que anunciada, resultante do descaso que bem ilustra como são tratadas, neste desalumiado país, a história e a cultura.

Taquari não foge a essa triste realidade. Abandonado, o museu do município degrada-se aos olhos complacentes do poder público. Ocorre que ali nasceu Arthur da Costa e Silva, e o prefeito, por essa razão, já teria descartado investir em melhorias no local, fechado desde 2018 por questões de segurança.

Assim, o chefe do Executivo dá margem à interpretação de que, para ele, nada mudará se o telhado da centenária casa, por exemplo, vier abaixo. Dane-se o acervo! Dane-se o prédio histórico! Dane-se o passado de Taquari! Ali, afinal, nasceu Arthur da Costa e Silva.

Quando deixar o cargo, o prefeito certamente gostará de ser lembrado como um gestor responsável por importantes obras e conquistas, e não como um revanchista rançoso. Aquele que ordenou a derrubada do busto de Costa e Silva (com a qual buscou, antes de tudo, virar notícia no país, como parece óbvio) e entregou o museu às traças. Que trate, pois, de usar o bom senso!

Felicíssimo o texto do articulista João do Paço! Não é concebível que, por revanchismo rançoso, o prédio e o acervo (sobretudo este) continuem a se deteriorar, principalmente em decorrência das infiltrações. É a deterioração de nossa própria história! Se o prefeito não deseja investir na casa onde nasceu Costa e Silva, que ao menos tenha a sensatez de mandar remover dali os objetos e os documentos históricos, cuja proteção hoje está a cargo de lonas plásticas.

Vale lembrar que o município se comprometeu, em acordo celebrado com o Ministério Público em 2016 e homologado no ano passado, a reformar a Casa Costa e Silva. A informação foi trazida por “O Taquaryense” em reportagem recente, por meio da qual também se ficou sabendo que, até agora, os termos acordados não foram cumpridos pela administração.

2 comentários sobre “Um artigo oportuno sobre a desoladora situação do museu e de seu acervo

  1. MAS AGORA TEM UM MONUMENTO DE DOIS PT COM MALAS NA MAO PRONTOS PARA INVADIR ALGUM TERRENO E COMER PAO COM MORTADELA,EU QUERO SER DOS PRIMEIROS A DERRUBAR ESTA BESTEIRA QUE COLOCARAM ALI.

    Curtir

  2. Apesar de não concordar com a atuação de Costa e Silva, temos que admitir que fez parte da história e como tal
    deve ser preservada sua memória para que as futuras gerações tomem conhecimento e façam seus julgamentos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.