Vigilância por câmeras ainda não tem data para começar

Enquanto RGE Sul não dá retorno, trabalhos estão parados

Duas etapas da implantação do sistema de videomonitoramento em Taquari já foram concluídas. Após a colocação dos postes e das caixas que abrigarão os equipamentos, a próxima fase diz respeito às ligações de energia que possibilitarão a instalação das câmeras de vigilância.

Mas, para dar mais esse passo, a prefeitura e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), parceiras na idealização e na execução do cercamento eletrônico, dependem da RGE Sul.

Segundo César Augusto Ferreira Filho, que integrava a direção da CDL na época em que o projeto começou a ser desenvolvido, as ligações nos postes foram solicitadas à distribuidora de energia há cerca de duas semanas e, até o momento, não foram realizadas.

O ex-vice-presidente, que segue participando desse projeto, afirma que os trabalhos estão parados atualmente. “No início do mês, a prefeitura fez duas entradas elétricas e pediu à RGE a ligação de energia nos postes. Ainda estamos aguardando retorno”, revela César Augusto.

Calculava-se inicialmente que, a partir de 1º de outubro, o sistema já estaria operando, o que não será possível. Até agora, não foi divulgada nova previsão.

No total, haverá 15 câmeras em pontos estratégicos, abarcando todas as saídas do município. A Brigada Militar será responsável pelo monitoramento. O investimento na aquisição e na instalação dos equipamentos é calculado em R$ 200 mil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.