Vereadores de Taquari apoiam paralisação de servidores do Judiciário

Grevistas se opõem a projeto que prevê a extinção do cargo de oficial escrevente

Ato público e assembleia ocorrerão amanhã, em Porto Alegre | Foto: Divulgação/Sindjus-RS

Trabalhadores do Poder Judiciário iniciaram na terça-feira, 24, uma paralisação contra o projeto de lei nº 93/17, que prevê a extinção do cargo de oficial escrevente. A maioria das comarcas aderiu ao movimento no Rio Grande do Sul.

Em Taquari, a greve conta com o apoio da Câmara Municipal. Documento assinado pelos vereadores pede aos deputados estaduais que rejeitem o projeto.

“Tal proposta (…) é um prenúncio que surge sobre grande parte dos servidores da Justiça, muitos deles lotados em nossa comarca, considerando que coloca a maior parte dos servidores em um quadro de extinção, sem possibilidade de remoção ou transferência e sem qualquer perspectiva de ascensão na carreira, a pretexto de unificar as carreiras jurídicas”, diz trecho do documento.

Amanhã, 1º, o Sindicato dos Servidores da Justiça do Rio Grande do Sul (Sindjus-RS) realizará, em Porto Alegre, ato público seguido de assembleia geral extraordinária, para avaliação do movimento grevista e análise de possível proposta do Tribunal de Justiça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.