Doação de caixinhas de leite ajuda famílias carentes

Projeto Taquari sem Frestas é desenvolvido pelo Lions Clube

Materiais são costurados durante a semana no antigo prédio da Secretaria de Saúde | Foto: Pedro Harry

Desde agosto de 2018, um projeto solidário objetiva fazer a diferença na vida de pessoas que vivem em áreas de vulnerabilidade no município. É o Taquari sem Frestas, desenvolvido pelo Lions Clube local.

Funciona assim: as caixas chegam como doação, as voluntárias limpam as que ainda estiverem sujas, separam-nas por tamanho e modelo e, depois de cortá-las, costuram umas nas outras, formando placas de revestimento.

Fixadas nas paredes e no teto com grampeadores de pressão, essas placas servem para cobrir frestas em casas simples, de madeira, protegendo as famílias do vento, da chuva e até mesmo de animais peçonhentos que costumam entrar pelos buracos. A primeira residência começará a ser forrada nesta semana, na vila São Francisco.

Conforme a presidente do Lions, Zoleide Ramalho, o projeto existe em todo o país, a partir da ideia de uma gaúcha de Passo Fundo. “Preocupada com a necessidade de comunidades carentes, cujas casas de madeira sem acabamento deixavam entrar vento, frio, chuva e pequenos animais nocivos, ela viu nas caixinhas de leite e de suco a solução fácil e barata para o problema”, conta.

Solidariedade e sustentabilidade

O projeto alia ação social e sustentabilidade. “Auxiliando os necessitados, está ajudando a tornar menos poluído nosso ambiente. Além de proteger contra a intempérie, a forração interna das casas com as caixas funciona como isolante térmico”, explica Zoleide.

O pontapé inicial ocorreu com visitas a escolas para solicitar ajuda na coleta das caixinhas. Posteriormente, agentes de saúde do município realizaram um levantamento das casas que necessitam de revestimento na vila São Francisco. “Então, buscamos local para armazenar as caixas e máquinas de costura para juntá-las. Estamos, agora, partindo para a forração da primeira residência”, diz a presidente.

Mais voluntários e máquinas de costura

Para a continuidade do projeto, espera-se que mais pessoas se juntem ao time de voluntários. Buscam-se também mais máquinas de costura industriais. Quem tiver interesse em colaborar pode entrar em contato com Zoleide pelo telefone 98472-5297.

As doações devem ser feitas no antigo prédio da Secretaria Municipal de Saúde, nas proximidades da Lagoa Armênia. No local, a equipe de voluntários trabalha durante a semana, no período da tarde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.