Geral

Em menos de duas semanas, não teremos mais a Rádio Açoriana

Colunista Valmor Pereira salienta os relevantes serviços prestados pela emissora

Valmor Pereira*

O anúncio do encerramento das atividades da Rádio Açoriana não chega a surpreender. Não é de hoje que a possibilidade é noticiada, em decorrência do baixo faturamento da empresa e da impossibilidade de repasses financeiros por parte da administração municipal.

Contudo, a medida legal não nos impede de lamentar tal situação. Ao longo de mais de meio século de atividades na radiodifusão, a Açoriana prestou relevantes serviços não só à comunidade local, mas também à região. Foi por meio de suas ondas médias que grandes acontecimentos foram divulgados, se tornaram públicos.

É através da faixa dos 1560 kHz que centenas (quem sabe milhares) de famílias residentes em endereços mais afastados da zona urbana recebem notícias, informações e momentos de entretenimento. É pela Açoriana que dezenas de empresas anunciam, diariamente, seus produtos e suas promoções, alcançando um leque bastante grande de consumidores.

Essa é parte da contribuição da Açoriana na propagação de seu sinal de rádio. Há, também, o aspecto interno, dos bastidores e dos estúdios. Pela Açoriana passaram dezenas de profissionais. Alguns aproveitaram os ensinamentos e migraram para outras emissoras do Estado, onde se destacam pela capacidade de trabalho. Alguns preferiram deixar o rádio e seguiram outras atividades profissionais. Todos, porém, têm algo em comum: o reconhecimento da importância da empresa em suas formações. Para muitos, foi mais do que uma oportunidade de emprego; foi a realização de um sonho profissional.

Ao longo de seu tempo, a Açoriana fez mais do que o propósito básico de uma emissora de rádio – o de informar e entreter. Ela se aproximou muito da comunidade local e da região, criou amizades e possibilitou que muitos humildes e anônimos tivessem voz perante o público. Nos microfones da emissora, dezenas de talentos musicais locais puderam expor suas qualidades e divulgar seus trabalhos.

O serviço de utilidade pública sempre foi muito presente na história da Açoriana, desde aqueles recados diretos de pessoa a pessoa até a divulgação de notas, como baixas e altas hospitalares, falecimentos, campanhas, etc.

Realmente, é uma pena que em menos de duas semanas não teremos mais o som na frequência de 1560 kHz. Pelo menos até que outra empresa de rádio, sabe-se lá de onde, passe a explorar essa frequência, sem, todavia, nenhuma ligação com a velha e querida Açoriana, e também sem qualquer vínculo com o município e os taquarienses. O assunto é relevante e, sem dúvida, será pauta para novos artigos.

*Radialista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: