Segurança

Corpo de Bombeiros completa cinco anos em Taquari

Desde a inauguração, unidade já atendeu cerca de 2,5 mil chamados

Desde a inauguração, unidade já atendeu cerca de 2,5 mil chamados

Sorte ou negatividade? Por certo, a comunidade taquariense, se não levava fé, passou acreditar na primeira hipótese em razão da boa coincidência que marcou para sempre a história da cidade. Ocorrida em 13 de junho de 2014, a inauguração do Corpo de Bombeiros de Taquari completa cinco anos neste mês. E, para comemorar a data, “O Taquaryense” conversou com alguns dos responsáveis pela manutenção do quartel, localizado no Parque de Exposições Nardy de Farias Alvim.

Faz dois meses que o tenente Glaiton Contreira assumiu o comando da unidade local. Experiente militar, cuja carreira ultrapassa três décadas, ocupa simultaneamente funções em Montenegro, Tabaí, Triunfo e outras seis cidades. Ele avalia positivamente o papel desempenhado pelo batalhão. “Apenas o fato de haver um Corpo de Bombeiros na cidade gera segurança de atendimento operacional e prevenção. Embora ainda estejamos em desenvolvimento gradativo, sem dúvida, a sociedade ganha. Estamos à disposição da comunidade 24 horas por dia”, salienta, acrescentando que o efetivo total é composto por 14 profissionais.

Glaiton destaca com orgulho o empenho dos soldados que seguem trabalhando desde o início dos atendimentos em Taquari. “Todos que aqui estão lutaram muito nos últimos anos, tanto na infraestrutura do quartel quanto em melhorias gerais. Grandes coisas foram construídas pelos braços deles, algumas vezes além do horário de serviço. Conquistas viabilizadas com recursos próprios ou por intermédio de doações. O conserto de um de nossos caminhões, por exemplo, tem participação da comunidade. E um dos principais objetivos da atual gestão é justamente contribuir para acelerar esse crescimento, principalmente do ponto de vista operacional. Há pouco tempo, vieram novos soldados, mas seguiremos buscando material humano para, futuramente, conseguirmos acréscimo de efetivo”, enfatiza. O dirigente da unidade também exalta o auxílio dos bombeiros comunitários. “Temos um grupo pequeno, porém assíduo, de oito pessoas a nível de apoio operacional”, completa.

Ocorrências

Exímio conhecedor da rotina de trabalho no alojamento, o soldado Wilyan Dedonatti ressalta a importância de haver modificação na cultura da sociedade, no sentido de recorrer adequadamente às instituições de segurança diante de casos emergenciais. “Por sermos uma corporação ainda jovem, diversas pessoas acabam ligando para o policiamento, e não para o número 193. Acredito que seja questão de costume, dado o fato de antigamente não existir Corpo de Bombeiros em Taquari. Mas é preciso mudar, pois muitas vezes a informação é equivocada. Já aconteceu, por exemplo, de sairmos para atender ocorrência de incêndio pensando ser algo grande e, ao averiguarmos pessoalmente, não era”, afirma.

Wilyan revela que, nessas situações, quando o cidadão avisa a polícia, a ligação é repassada imediatamente ao Corpo de Bombeiros. Contudo, segundo ele, apesar de inegavelmente colaborar, de certa forma esse procedimento não agiliza uma atuação que possa exigir mais rapidez. “Um policial militar acostumado a atender outros tipos de eventos ou denúncias, pode não ter o ‘tato’ de um Bombeiro ao telefone, para explorar a informação e fazer a pessoa explicar com mais detalhes a natureza da ocorrência, bem como suas particularidades. Acaba nos dando somente um panorama resumido”, sublinha. Para que isso seja evitado, em situações adversas, o batalhão pede que a comunidade disque diretamente para o 193 ou o telefone fixo, 3653-7210.

De acordo com Wilyan, é relevante frisar que boa parte dos atendimentos de resgate da corporação de Taquari é feita em Tabaí e Triunfo, como em acidentes de trânsito nas rodovias. “Nessas circunstâncias, além da Samu, temos apoio dos planos Rocha e Costa, para deslocamento de vítimas. Porém, futuramente, queremos chegar à condição de compor uma equipe própria de salvamento, inclusive com toda a estrutura de transporte necessária”, realça.

Levantamento elaborado pela corporação nos últimos dias aponta que, em cinco anos de atividades em Taquari, Tabaí, Triunfo e demais cidades que abrangem o perímetro de atuação, foram atendidos 2.464 chamados das mais distintas origens, como busca e salvamento, incêndios, atividades da Defesa Civil, entre outras.

Busca por mais evoluções

Conforme relata o tenente, uma das prioridades do novo comando é fortalecer a parceria com o poder público e viabilizar, através do Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom), recursos para a aquisição de materiais. “Estamos construindo orçamentos para atender nossa primeira necessidade, que são novos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para o bombeiro que atua na linha de frente”, detalha Glaiton. A intenção é substituir alguns objetos já desgastados, como botas, calça, capuz balaclava, capacetes de resgate, luvas e aparatos de proteção respiratória. “Quanto ao diálogo com a prefeitura, podemos afirmar que não há portas fechadas. Temos uma demanda para separação das redes elétrica e hidráulica, assim como correção de infiltrações e manutenções no telhado. O objetivo é acelerar esse processo”, pontua.

Atualmente, o Corpo de Bombeiros conta com dois caminhões: um encontra-se em funcionamento; o outro, em manutenção. “Além de antigos, que inclusive passaram por outros batalhões, são veículos que já possuem certo desgaste, considerando que temos uma área grande para atender. Mas estamos prestes a receber, por remanejo, um carro mais novo vindo de São Leopoldo. Ele vai se somar às viaturas leves da frota e melhorar nossa condição de atendimento”, finaliza o tenente.

Projeto nas escolas

Mensalmente, o Corpo de Bombeiros visita um educandário de Taquari, estadual ou municipal. O intuito é promover palestras dentro do projeto denominado “Bombeiro na Escola”, cuja finalidade é aproximar as instituições de ensino e a corporação, além de fortalecer comportamentos preventivos e de proteção.

Nas conversas, são esclarecidos os procedimentos adequados para plantar semente de conscientização nos alunos a respeito da importância de saber, de maneira didática, os cuidados que cada pessoa deve tomar para que acidentes sejam evitados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: